quarta-feira, Setembro 26, 2012

Enf. José Chora, o Personal Trainer.


O Hospital do Espírito Santo de Évora, na pessoa do Sr. Enfermeiro-Director José Chora, preocupa-se cada vez mais com os seus Enfermeiros e cada vez menos com os Administradores Hospitalares 
O serviço de urgência (SU) está progressivamente mais concorrido e exigente, com  crescentes e visíveis dificuldades para o exercício profissional dos Enfermeiros, reduzindo, desde há algum tempo, a segurança dos cuidados para para níveis manifestamente perigosos.
.
Mas, para colmatar o burnout e desmotivação da equipa de Enfermagem, o Enf. José Chora elaborou um inteligente plano estratégico: pensou (e bem!) que Enfermeiros mais saudáveis, em boa forma física e com menores índices de stress apresentam melhor performance profissional! Mas o ideólogo não ficou por aqui. Para incrementar ainda mais  o rendimento, ocasionalmente permite que os Enfermeiros de serviço possam ir passear para espairecer o espírito. Principalmente nos turnos da noite. É louvável!
.
A fórmula do sucesso é simples e está ao alcance de todos os Enfermeiros-Directores: reduzir as equipas de Enfermagem e respectivas dotações! Pode parecer paradoxal, mas em boa verdade resulta. É do mais banal que há:
.
Primeira lição: menos Enfermeiros significa mais jogging, correrias, sprints e muita (mas mesmo muita) ginástica. Aproveitam para soar as estopinhas e libertam muitas toxinas através pele. Resplandece-a.
.
Segunda lição: menos Enfermeiros para mais utentes, é fazer como fazer mais omeletes mas com menos ovos, logo menos colesterol.
.
Terceira lição: a passeata. Tão evidente, que é uma medida intuitiva: "aconselha" (disciplinarmente) os Enfermeiros a transferir doentes críticos para Lisboa, permitindo, desinteressadamente, que outros colegas fiquem abandonados e aflitos nas caóticas trincheiras das urgências, enquanto os primeiros (por vezes mais do que um em simultâneo) vão descontraidamente até à capital. O Enfermeiro quando chega vem novo e restabelecido. Pronto para sair após 5 minutos, outra vez. E quiçá, vomitar.
.
Quarta lição: no que ao stress concerne, a solução é clássica, mas pragmática. Quando alguns colegas revelam a sua inquietação com a segurança dos cuidados (subtraídos para mínimos duvidosos), o Enf. Chora despreocupa-os de imediato. Abre o divã (ao bom estilo Freudiano), ouve tudo, mas não faz nada. Quer dizer, quando ouve.
.
Se algum Enfermeiro o tenta contactar, nem atende o telemóvel para assim poupar mais uns cobres para que os possa remunerar condignamente (sobretudo nas "prevenções" do turno da noite, onde o único Enfermeiro destacado é sempre o mesmo sobrecarregado - o Enfermeiro Zé Ninguém. Todos os 365 dias do ano, coitado!).
.
Mas nem tudo é um mar de rosas. Há dias chegou um Administrador novo ao hospital. Por obra do diabo, logo nos primeiros dias, o Sr. Administrador fez um dói-dói (já não se fazem "carnes" como antigamente) e foi obrigado a recorrer à urgência. 
Sempre astuto e solícito mas desconfiado com uma possível conspiração contra os seus  Enfermeiros, o Enf. José Chora marcou de imediato presença no SU (consta que chegou lá antes da própria sombra) e correu de braços abertos para o seu recém-amigo (o dói-dói) de longa data (conheciam-se há 3 dias) - e por lá ficou até de madrugada, espartano e quase de mãos dadas, para que o Sr. Administrador, a luzir com o tamanho brilho dos sapatos, não ofuscasse nenhum dos seus queridos Enfermeiros.
Há que reconhecer: no que diz respeito à defesa dos Enfermeiros, o Enf. José Chora não deixa as coisas por mãos alheias. Nem nas dele sequer. Delega sempre essa matéria no tal Enfermeiro Zé Ninguém, fiel amigo e desenrascador.
.
De facto, tenho que admitir: há Enfermeiros com "sorte"... outros com azar. 
Que os santinhos valham aos colegas caso o meritoso Enf. Chora se lembre de instituir a espargata (deve doer) como protocolo de serviço! "É uma questão de flexibilização das equipas e dos cuidados" - argumentará, certamente, o Sr. Enfermeiro-Director!
.
Quem ganha com tudo isto serão sempre o utentes. Enquanto aguardam pela vez, assistem - ao vivo! - aos Jogos Olímpicos de Évora.

Comments:
... é pena que essa ida à Urgência não tenha sido como há uns anos, num dia em que um casamento correu mal e a urgência foi invadida de gente a vomitar e a c... Eram tantos que mal dava para distribuir sacos de plástico´e lá estava o personagem do post...
 
Essse enfermeiro é forcado?
 
AHAAHAHAH!!!

Só me rio com a crónica, porque de resto, dá só é vontade de chorar.. e começar a mandar uns pontapés e empurrões!
Mas que cara de pau!..
 
se fosse so no SU...!!!!
 
Não é este sr. José Chora enfermeiro!O que tem a Ordem dos Enfermeiros a dizer sobre a má prática desta personagem? Muito simples pena disciplinar e cédula profissional suspensa! Ou a Ordem é só para impor a ordem aos mais pequenos.Sem cédula profissional deixava logo de ser enfermeiro diretor servia de exemplo a outros tantos enfermeiros crápulas como ele. Senhor Bastonário faça o seu dever, suspenda este mau enfermeiro.
 
Ui isto vai doer... As enfermarias estão na mesma. Apenas o bloco do Dr Caravana tem enfermeiros a transbordar. Excelente gestor o enfermeiros chora.
 
Em Évora, segundo dizem, são só supra sumos, digo nulidades.
O Manuel Lopes (filosofo que diz que não há desemprego na enfermagem), o João Mendes (padreco que despede auxiliares no lar onde trabalha por não o tratarem por doutor), o Agostinho (mestre das pancadinhas, digo cinesiterapia).
A cidade de Évora é um must da Enfermagem.


 
Se fosse SÓ em Évora...
 
DE, tal e qual! O Chora não liga nada aos colegas e põe em perigo os cuidados!!!
 
Espero que alguém da Ordem leia isto e averigúe.É grave, muito grave.

 
Se fosse averiguados os concursos de ingresso de enfermeiros para o hospital e a bendita entrevista feita por este sr enfermeiro...
Alguém ia preso, alguém era despedido e alguém justamente arranjava emprego.
 
As coisas que aprendo neste blog, agora até já são os enfermeiros que "transferem doentes criticos para Lisboa"... Sim sr, novidades no minimo... :D
 
"As coisas que aprendo neste blog, agora até já são os enfermeiros que "transferem doentes críticos para Lisboa""


Por acaso é ambulância. Lá dentro vai um enfermeiro.


 
Como este há poucos. Carro, cartão de crédito, e tudo mais à nossa conta. Demitam se
 
façam queixa ao DIAP
será que esse enf. diretor é isso que ensina na Escola!!!!
OE em ação extraordinária!
 
que sirva de exemplo o que aconteceu em Viseu
com os "RAPINANÇOS I e II"
VEJAM NO QUE DEU A PERSISTENCIA E CORAGEM DOS ENFERMEIROS NA LUTA PELOS SEUS DIREITOS E DOS UTENTES PELA QUALIDADE E SEGURANÇA DOS CUIDADOS.
A LEGALIDADE FOI REPOSTA E COMO FICOU MANCHADA A IMAGEM DA EQUIPA DO SENHOR EX.-DIRETOR !!!!
CONSULTEM E TIREM AS VOSSAS CONCLUSÕES!!!!
 
Gostei e gosto deste tipo de posts... com muito sangue, no entanto é curioso observar estes dois últimos posts e verificar que há algo que confunde os enfermeiros e os desvia do cerne dos verdadeiros problemas. Será que o bastonário estará disponível para entrar em guerra com os enfs J Choras deste país, ou está entretido com outro discurso, mais moralizador, demagógico e agregante??? Será que, se fosse nos tempos da bastonária...

"Doutor Médico": Não é para quem quer, é para quem pode.
 
Este enfermeiro diretor como muitos outros ja teve os seus momentos infelizes nomeadamente nas grelhas dos concursos onde o facto de residir no concelho de Evora e ter tirado o curso na escola de Evora tem uma sobrevalorização que elimina á partida os outros candidatos que não tenham estes requisitos... no entanto é de salientar que todos os serviços tem vindo a diminuir nos ultimos anos o numero de enfermeiros por turno o que não acontece com a urgência... existe uma escala de prevenção para transferencia de doentes para não desfalcar o serviço durante o turno da tarde... o maior numero de transferencias ocorria no turno da tarde... a afluencia de doentes tem diminuido consequencia do aumento das taxas... não houve diminuição do numero de enfermeiros pelo contrario... A urgência tem picos altos de afluência de doentes tanto diarios como em determinadas alturas do ano ( meses de inverno)... tem-se notado uma menor qualidade da assistencia prestada aos doentes por parte das equipas medicas, contratadas a empresas, o que aumenta a conflitualidade a desmotivação e alguma redução da qualidade dos cuidados prestados por enfermeiros... Mas tb é de mau gosto estar a expor situações ás quais os profissionais estão obrigados pelo segredo profisional e expo-las sob anonimato... fica mal no minimo...
 
Em primeiro lugar queria aqui deixar os meus sinceros parabéns ao doutor enfermeiro pela crónica que exprime bem o tipo de pessoa que comanda os enfermeiros deste hospital.
Em segundo lugar os picos de afluência são demasiados durante o ano e a equipa realmente foi reforçada porque abriram mais um buraco para os enfermeiros tomarem conta.
Se esse senhor do comentário anterior sabe tanto também sabe quais são os mínimos durante a noite e quantos enfermeiros ficam quando vão 2 para Lisboa.
Pena tenho que não precise de recorrer ao SU nessas alturas podia ser que estivesse mais sensibiizado.
Por último estes enfermeiros que são colocados pela corzinha politica e não pela competência dá no que dá merda da grossa e não dá mais porque os enfermeiros são uma data de carneiros eu inclusivé.
 
Ainda quanto ao número de enfermeiros no SU quem é enfermeiro e lá trabalha é que sabe, pois se abrem mais um posto de trabalho é natural que reforçem a equipa.
Estas situações só foram expostas desta maneira pois o Sr enfermeiro director fez orelhas moucas ao enfermeiro chefe.
Também sei que outros serviços por exemplo a medicina I está a fazer manhãs com menos enfermeiros mas isso não interessa pois o que interessa são que as classificações de doentes continuem a ser feitas.
 
Ainda quanto ao número de doentes diminuir por causa do aumento das taxas é tudo treta o que continuamos a ver é um aumento de doentes.
Os que eram isentos continuam a ser e os outros preferem gastar 20€ na urgência do que gastarem 50 ou 60€ no privado.
Quanto ás transferências a treta é sempre a mesma doentes para a área da residência acompanhados por enfermeiro, diz o Sr Doutor olhe como os familiares já se foram embora vai acompanhado de enfermeiro belos critérios.
Quanto ao buraco novo chamado sala de monitorização é uma maravilha cada Médico utiliza a seu belo prazer: sala para ficar 24h no máximo já se sabe 3,4 ou 5 dias o que eles quizerem, outros dias com uma determinada chefe de banco a sala é fechada e quanto ao doentes de cirurgia é de bradar aos céus nem lá aparecem enfim anarquia total mas só os enfermeiros é que têm de andar na linha senão participação é uma alegria.
 
Por último quero agradecer ao DE por se ter envolvido neste problema que afecta não só os enfermeiros mas também todos os cuidados que ali prestamos.
Um grande abraço para todos e para a equipa de enfermeiros deste hospital que merece mais respeito de quem os dirige ou não.
 
Este comentário foi removido pelo autor.
 
"...mas tb é de mau gosto estar a expor situações ás quais os profissionais estão obrigados pelo segredo profisional e expo-las sob anonimato... fica mal no minimo... 9/27/2012 01:27:00 p.m"
Fica mal no mínimo é calar a boca perante tanta canalhice, como é o caso deste enfermeiro José Chora, o pior é que de norte a sul o pais tem muitos choras e choras por causa destas criaturas que deviam ser punidas criminalmente.Fazer a denuncia anónima pois claro! ninguém é suicida para ser aniquilado por estas criaturas fungos.
 
Não conhço o enfº Chora e até aceito que esteja a ser mau gestor não sei! Mas a análise tem que ter rigor: Quantos doentes tem a urgência de Evora por dia e quantos enfermeiros tem por turno? ou quantos postos de trabalho existem? primeiro é necessário conhecer pelo menos estes dados depois dizer se existe carência ou não. Se existir carência os colegas já comunicaram à OE? e o que fez esta? também é importante saber. A defesa da profissão tem que ser feita com elevação.
 
Ainda bem que não conheces Évora. Aqui não se trata de análise. São desabafos! que rigor queres tu aqui?
 
OUÇA OS SEUS ENFERMEIROS, SENHOR ENFERMEIRO JOSÉ CHORA!!!!
 
Sabem o que vos digo?? Isto ja é assim há anos, desde que me lembro enquanto la andava na escola!
Tive a sorte de nunca ter que me sujeitar as entrevistas "nojentas" deste Sr Enf, sim porque perguntarem numa entrevista de enfermagem a diferença entre eficácia e eficiencia...e so mesmo de um anormal que nao percebe nada da essencia dos cuidados de enfermagem!
Tenho muita pena dos colegas que todos os dias tem que trabalhar naquele talho! Estes sim, merecem o meu respeito!
 
COM TANTAS CRÍTICAS, O CHORA AINDA CHORA....
 
tiraram o comentário do chefe de coimbra??????????????????????????????????? Coação????????????????????
 
Raras vezes venho a este blog, mas quando venho só encontro comentários dignos dos piores representantes da minha profissão.Fazem-se aqui acusações sem sentido de pessoas certamente de espírito muito pobre. Se foram injustiçados em concurso porque não reclamaram em local próprio? Cheira-me a gente que acusa os outros daquilo que está disposto a fazer para conseguir o que quer!Fico mesmo triste por verificar que existe gente desta na minha profissão. É tão fácil denegrir o nome dos outros quando escondemos o nosso.GRANDES CORAJOSOS concerteza já conseguiram resolver tudo com tanta asneira que vos sai da cabeça.
 
Gestão de cuidados = menos enfermeiros
 
Pena é o enf-chefe do SU não ser enf-diretor.


Talvez um dia...
 
"Gestão de cuidados = menos enfermeiros

9/29/2012 12:53:00 a.m"
Esta é que é a dura realidade, com as novas metodologias de gestão , criação de áreas, enfermeiros coordenadores de área nomeados por cunha que para manterem o seu tacho, que fazem é ameaçarem alguns ainda veladamente os colegas, para estarem caladinhos porque ainda têm emprego. O trabalho destes enfermeiros coordenadores de área é andarem de um lado para o outro, a vergar a crista perante tudo e todos excepto com os pares em que são os todos poderosos, nada fazem e nada querem fazer a não ser envolverem-se com a qualidade , diga-se os papeis da qualidade, criar normas procedimentos, PO, IT tudo blá!blá! Perante estes choras da era moderna a ordem o que faz? Nada, cala o bico, não se toca na elite judas da enfermagem.
 
Desde quando ser bom gestor significa tirar o numero de enfermeiros que prestam cuidados? Issó é so denegrir a imagem do enfermeiro e atestar que nós não somos importantes e que fazemos falta!

Onde está a Ordem para defender a imagem do enfermeiro????? Onde está a Ordem para defender os racios de segurança?

Jà viram algum director médico diminuir o numero de médicos? Se eram precisos até entao o que justifica tirar pessoal dos serviços onde faziam até então falta?

Vamos voltar ao tempo de mais auxiliares e menos enfermeiros?

Onde está a Ordem?
 
Desde quando ser bom gestor significa tirar o numero de enfermeiros que prestam cuidados? Issó é so denegrir a imagem do enfermeiro e atestar que nós não somos importantes e que fazemos falta!

Onde está a Ordem para defender a imagem do enfermeiro????? Onde está a Ordem para defender os racios de segurança?

Jà viram algum director médico diminuir o numero de médicos? Se eram precisos até entao o que justifica tirar pessoal dos serviços onde faziam até então falta?

Vamos voltar ao tempo de mais auxiliares e menos enfermeiros?

Onde está a Ordem?
 
Acho graça a certos comentários. Todos nós conhecemos bem o sr chora. Palavras para quê???
 
Este, é um verdadeiro Enfermeiro de m#$&&$!!!

Inimigo da profissão, dentro das próprias trincheiras da Enfermagem
 
Não me posso esquecer de uns quantos que se dizem enfermeiros terem atacado um enfº chefe que não gostavam e o acusaram na praça pública que tinha sido o autor da colocação de uma câmara para recolher imagens das enfermeiras e não só numa casa de banho do serviço.
Disseram as piores coisas desse enfermeiro chefe, afinal foi um médico brasileiro...não vi nenhum canalhas desses pedir desculpa, sempre se ficaram atrás das capas do anonimato.
Porque temos baixo nível na enfermagem???!!!
Dá que pensar...
 
Mas o chora não anda sózinho!!
Aceitam-se nomes de quem o acompanha á anos nestas andanças!!
Se disserem 1 ou 2 eu digo o resto:tanto vale os que o ajudaram a subir na carreira, como aqueles que ele leva ao colo....
 
ESTÃO A VER COMO SE FAZ, AUGUSTA, LUCI E GS????

http://www.ordemenfermeiros.pt/comunicacao/Paginas/Bastonarioreuniu_PresidenteGovernoRegionalMadeira.aspx


 
Afinal ninguém diz, com rigor, quantos atendimentos dia tem esta urgência, quantos postos de trabalho tem e quantos enf. estão por turno?
Gostava de saber para compreender a coisa.

 
Os colegas da urgência de Evora seguramente já colocaram a questão à OE?

 
Penso que este blog é lido por elementos que pertencem á ordem pergunto ?

1- Para quando a nova formula de dotação dos serviços (dado que a existente) está muito desactualizada ?
2 - Qual o número de doentes que um enfermeiro deve ter por turno ?


desde já agradeço -flor
 
Mas que brilhante...dá mesmo que pensar!!!Não sei se ainda poderei mudar de profissão!!!!

 
CAROS COLEGAS ENFERMEIROS DO HESE EPE:
Realmente é triste que se escrevam e descrevam situações num blogue público que coloquem em causa o profissionalismo de toda a Equipa de Enfermagem do Serviço de Urgência. Além disso, é muito fácil acusar os outros de forma anónima e, em meu entender, injusta, quando na verdade, quem já cá anda há muitos anos sabe, que a Equipa de Enfermagem do SU tem vindo a aumentar significativamente quer na quantidade de Enfermeiros quer na qualidade dos cuidados prestados pelos mesmos dando espaço a uma Enfermagem mais humanizada, mais qualificada respondendo assim às elevadas exigências colocadas à profissão em matéria de saúde e traduzidas por mais e melhores cuidados às pessoas.
Como Enfermeira deste hospital, sinto neste momento, vergonha e sobretudo muita tristeza quando vejo que são os próprios Enfermeiros a denegrir a profissão assim como os próprios cuidados que prestam. Sim, porque, não me restam dúvidas acerca do comentário inicial ter sido feito por um Enfermeiro, provavelmente do SU, não representativo dos sentimentos da totalidade da Equipa de Enfermagem do serviço, com pouco sentido de justiça, pouca vontade de trabalhar de forma segura e elevar, desta forma, a profissão á tão desejada excelência profissional.
Por tudo isto, sinto-me aborrecida por ver a minha imagem como Enfermeira e profissional do HESE EPE denegrida. É preciso que se veja que o que está a ser posto em causa, obviamente, são os cuidados de E nfermagem prestados às pessoas e a imagem que a nossa profissão está a passar, além da gestão das Equipas de Enfermagem, exercida pelo Enfermeiro Director, quanto a mim acusado de forma ofensiva e até injusta.
Como Enfermeira deste hospital e, sobretudo, como utente, não sinto que a segurança dos cuidados no SU esteja posta em causa. Pelo contrário, sinto na Equipa mais segurança, mais formação e, até, mais e melhores relações com o exterior (famílias, utentes, equipas multidisciplinares do SU e dos restantes serviços do HESE), traduzidas por um aumento do rácio Enfermeiro / Doente nos últimos anos, coincidentes com a gestão do Enfermeiro Chora.

 
CAROS ENFERMEIROS DO HESE EPE:
Relativamente às transferências de doentes para outros hospitais acompanhados por Enfermeiros, mal faria que tivessem de ser os colegas de outros serviços a levar os vossos doentes (mais graves, por sinal) para depois vocês ficarem a dormir e a revezarem-se durante o turno…ah pois…toda a gente neste hospital sabe que a maior parte dos Enfermeiros do SU se dividem nos turnos…tipo, enquanto quatro dormem, os outros quatro fazem as maratonas de que tanto falam neste blogue…enfim colegas, quem corre por gosto não cansa e, quem divide turnos a meio para estar fresco para ir para os partimes depois do turno, também não tem de se queixar ou lamentar…
No que diz respeito a este assunto das transferências de doentes, sugeria que a direcção de Enfermagem arranjasse uma Equipa de Enfermagem Externa ao SU, para assegurar as prevenções, após a devida formação, uma vez que os colegas afirmam peremptoriamente que a qualidade dos cuidados de Enfermagem na Urgência não está assegurada...
Como utente e como profissional, parece-me impensável que Enfermeiros que prestam cuidados “pouco seguros”, segundo afirmam, transfiram doentes críticos.
Volto a salientar que o que coloca em causa a segurança dos doentes é cérebros como o que colocou este comentário inicial que, em vez de se preocupar com questões como a qualidade da Enfermagem, entre outras, se deixa levar por sentimentos de raiva, ódio, tentando ofuscar o que na realidade se passa no serviço de urgência, espingardando para tudo e todos, em proveito próprio, e sem razão.
Tenham vergonha, ganhem competências para contribuírem para uma melhor gestão da Enfermagem, lutem pelo que realmente vos parece justo em prol da saúde das pessoas e não se escondam atrás de sentimentos que mancham a profissão, o serviço e enegrecem a imagem do hospital. Não façam das opiniões de meia dúzia de Enfermeiros a generalidade da Equipa.
Jamais a Enfermagem do HESE EPE terá um Enfermeiro Director como o actual, preocupado com questões como a equidade, qualidade, satisfação dos colaboradores e, em meu entender, com um sentido de justiça para com os Enfermeiros acima da média e, muito acima daquilo a que a Enfermagem no HESE tinha estado habituada até à sua tomada de posse.
Por último, julgo que se fosse utente, após ler este blogue, escrito, provavelmente, por um Enfermeiro do SU, tinha medo de ser cuidado por, qualquer um deles, e, ao entrar no recinto do hospital, faria a minha própria contabilização, porque, se, habitualmente, estão junto ao SU, 4 ou 5 Enfermeiros a fumar, a conviver, etc…, num total de 8 por turno, quantos restam lá dentro para prestar cuidados aos doentes?
Espero que todos os Enfermeiros do HESE EPE leiam este meu post, reflictam sobre ele e, sobretudo, não se deixem levar na onda de criticar, destruir, ofender…porque, caso contrário, nunca crescerão como pessoas nem muito menos como profissionais competentes. Nunca passarão de pessoas meramente frustradas e sem credibilidade nenhuma por parte dos doentes / famílias / colegas / gestão…
O melhor relacionamento não é aquele que une pessoas perfeitas, mas aquele onde cada um aprende a conviver com os defeitos do outro, consegue perceber as suas necessidades, admirar suas qualidades, respeitar os seus defeitos e AJUDÁ-LO a construir uma Enfermagem mais competente e visível!

 
Este repositor de justiça tem um discurso mt mt politico, será o propio chora, será a cecilia, será a ana deus, será a catarina m.
 
Ao REPOSITOR DE JUSTIÇA disse... está na cara que é o bajulador(a) de serviço, os utentes do SU não fazem juizos de valor como os que aqui afirma ,pois sabem quando precisam são os enfermeiros do SU que lhes valem. O senhor enfermeiro Chora é tão bom gestor que é preciso que uma bajuladora, venha denunciar os colegas de forma tão ofensiva, por se dividirem para fazer uma pausa a que têm todo o direito, a 15 minutos na parte 1ª parte do turno, meia hora para a refeição e 15 minutos na 2º parte do turno que, sabe e a maioria das vezes não os gozam. Não são como você que anda todo tempo em reuniões e comissões de coisa nenhuma, a dar graxa ao enfermeiro Chora, o melhor enfermeiro diretor de todos os tempos que só satisfaz os amiguinhos.Não seja injusta e não esteja já a pensar em arranjar um tachinho, para alguns dos seus amiguinhos ao criar uma equipa de prevenção para o transporte de doentes urgentes, gulosa, intresseira.
 
Trabalho no HESE hÁ muitos anos e quero aqui colocar-me ao lado do repositor de justiça. Subscrevo totalmente. Afinal existem outros como eu que se orgulham da profissão k têm e a defendem de forma séria e honesta. Já não me sinto tão desanimado!
 
Ao repositor de justiça:
Para quem diz que os enfermeiros se dividem por turnos e que fumam e sei lá mais o quê só posso tirar uma conclusão não andas na prestação dos cuidados de certeza.
Para além de andares a lamber o cú ao director deves estar em gabinete e em reuniões a ver onde podes lixar o teu colega.
O teu discurso é daqueles que dá nojo de ler pois pensas que sabes muita coisa da urgência mas és completamente ignorante para outras.
Vai mas é para o teu gabinete ver quantos cliques já deram os enfermeiros a posicionar os doentes e fazer o cházinho ao chora pois não deves posicionar um doente nem mudar uma fralda há anos.
Por causa de gentinha como tu é que esta merda está como está.
 
2746 euros para médicos em inicio de carreira e 40h de trabalho!!!!!!!!


Que bem???????????????
 
Porra! não existe ninguém que me diga o nº de episódios de urgência no hospital de Evora e o nº de enf. por turno?
 
Existem na urgência 8 postos de trabalho, digamos assim, distribuídos por balcões, homens e mulheres, triagem, apoio à ortopedia e pequena-cirurgia, sala de monitorizações (1 enf. para 10 doentes), SO (2 enf. para 8 doentes) e enfermeiro responsável do turno.
O "problema" é que no turno da noite o elemento de apoio não existe e a ortopedia e pequena cirurgia ficam à responsabilidade de quem está de balcões.Tudo isto de torna ainda mais problemático quando o Sr. Enfº Diretor não considera grave a saída durante a noite de 1 e até 2 elementos para acompanhar doentes críticos a Lisboa (são pelo menos 4 horas sem estes enfermeiros).
Basta existirem doentes internados em balcão o que é cada vez mais frequente e pouco já tem a ver com a sazonalidade; ou então surgir um doente emergente que implica a permanência do enfermeiro responsável na sala de emergência para tudo se complicar e começar o jogging.
 
Isso não interessa a quem escreveu o post inicial...sabem que não têm razão e que têm tido um aumento substancial do número de Enfermeiros desde que o Chora iniciou a gestão da Enfermagm no HESE EPE...INJUSTOS!...não passam de meros frustrados...o problema reside em determinados chefes de equipa...é sempre com eles que surgem os problemas...vão para que serviço forem levam os problemas com eles...mudem masé de profissão!
 
A Equipa de Enfermagem da Urgência e a do Bloco são as maiores do hospital...mesmo assim não estão contentes? Vão-se lixar...vocês ainda precisam é demais maratonas paranão terem tanto tempo paracriticar injustamente e para destruir o que ainda resta da Enfermagem...
 
Já foste repositor de justiça, já descobrimos quem és! Espero que consigas agora suportar os olhares ainda mais críticos dos restantes COLEGAS!
O Enfermeiro Chora é um nojento, vendido e vendedor! Só lhe interessa ficar bem frente ao CD. Que continue a tentar abafar as denúncias aos sindicatos e que ameace mandar para a rua quem desobedeça ou se queixe muito - há sempre mais enfermeiros dispostos a trabalhar, nem que por 400euros por mes não é?
A ver se fosse prestador de cuidados em vez de prestador de contas enfeitadas para a direcção, o enf.Chora sentisse nas costas e na cabeça o que é trabalhar com aquelas condições. É uma marioneta e um descerebrado, que de bom gestor tem pouco, mas de armar-se ao grande lider e ganhar e dar de ganhar bem a quem lhe faça festas ao ego, não ha problema!
 
Ao repositor de justiça:
Não deves andar nos cuidados há muito tempo não deves saber o que é fazer uma noite há mais tempo ainda. Estás a defender o teu tachinho para poderes ganhar as tuas horas extraordinárias. Vais de reunião em reunião e não fazes nada enfim tens muito que aprender.
 
"O Enfermeiro Chora é um nojento, vendido e vendedor! Só lhe interessa ficar bem frente ao CD. Que continue a tentar abafar as denúncias aos sindicatos e que ameace mandar para a rua quem desobedeça ou se queixe muito - há sempre mais enfermeiros dispostos a trabalhar, nem que por 400euros por mes não é?"
Ãonde está ORDEM DOS ENFERMEIROS????
Que falta de ética, estes senhores enfermeiros diretores, enfermeiros coordenadores de área (são os novos tachos nomeados por cunha,lambe cús do poder , que tudo fazem para se manterem no lugar. Estar a baixo das dotações? Não há problema tiram-se enfermeiros e colocam-se outros profissionais a fazer o trabalho dos enfermeiros, "usurpação" de funções? Estão lá a ralar-se há que manter o diretor clínico bem satisfeito e assim manter o poleirozinho). Esta canalhice de enfermeiros que ameaçam e exercem coação sobre os enfermeiros seus subordinados hierarquicamente, é um nojo e eticamente reprovável.
O 'mobbing' espécie de 'bullying' no local de trabalho, ou seja, situações de assédio moral, coacção psicológica e violência emocional têm de ser punidas e a ORDEM DOS ENFERMEIROS TEM DE ATUAR E FAZER CUMPRIR ESTES SENHORES ENFERMEIROS E LEMBRAR-LHES OS SEUS DEVERES E DIREITOS, NÃO CUMPREM TÊM DE SER CONTROLADOS DISCIPLINARMENTE E SER-LHES RETIRADA A CÉDULA PROFISSIONAL.
 
Mas afinal quantos doentes por dia são aí atendidos? se poder ser entre as 8 e as 24 e 24 e as 8 eram mais importante para vos poder dizer se são muitos ou poucos.
Já sei que são 8 postos falta saber o resto. Prometo que ajudo a reclamarem com mais fundamentação, que foi coisa que até agora não foi utilizada e é determinante para fazer justiça.
 
Repositor de justiça = era adjunta do outro e agora é adjunta deste, apesar deste a ter fecundado com akele concurso para supervisor, lol lol lol lol
 
Ao anónimo 10/04/2012 03:55:00 a.m.

Se o chora vê isto quem leva uma pancada, e forte, da Ordem és tu.

Depois do que escreves que moral tens para falar em ética, deveres e direitos?
Não conheces o codigo deontológico e devias!

Quem te avisa...
 
E a Ordem?
Que anda o Germano a fazer?
Almoços e jantares com os companheiros tudo pago por nós incluindo as deslocações (por vezes avião).
Também pagamos, e não é pouco, as noticias de auto promoção nas revistas e afins.
Pelo que consta na Ordem vivem à grande, não se olha a custos para festas e convivios.
Enquanto pagarmos vai ser um pagode.
Temos que nos mobilizar para daqui a dois anos, ainda faltam 2 anos, colocar a cota em valores correctos 1€ mês é sufuciente.
Vamos a isto!
 
A "familia" chora e a vergonha das cunhas e das promoçoes no HESE.
 
Boa noite colegas. Tenho lido os vários comentários e decidi tecer algumas considerações.
Estamos em crise é certo, contudo, o que se passa no hospital de Évora excede todos os limites. A poupança que o Sr Chora (para mim não é enfermeiro)espreme ao seus colaboradores é ridícula e infundada. Sei que o sr. Chora mete a gravata nas reuniões do Cons. Administração e diz: sem omeletes eu chora fiz ovos. Estamos perante alguém que nunca respirou a essência dos cuidados de Enfermagem e sempre foi chefe de alguma chafarica. Mexer na trampa é que não.Isso é para os parvos. Digo, os enfermeiros. Colegas denunciem. Tragam os choras deste país à luz da justiça.
Um abraço a todos os enfermeiros que gostam de ser enfermeiros.
Repositor da justiça. Vai-te matar. És mentiroso ou então andas cego.
 
Colegas
é tempo meter o cesto á cabeça, que a lavagem de roupa suja deve estar terminada.
A discussão dos problemas que nos afectam enquanto profissionais deve ser elevada, canalizada para as instituições que nos representam e que regulam o nosso exercicio.
Para terminar, quando estamos conscientes que não podemos assegurar cuidados de qualidade, devemos denunciar a situação formalmente, identicando-nos e quiçá pedir transferência de serviço.
 
O dia a dia dos enfermeiros da prestação de cuidados nem sempre é fácil.
Devemos lutar pela dignificação da profissão, tendo em conta as necessidades dos utentes e não apenas uma diminuição do trabalho que não se traduza na melhoria dos cuidados prestados.
Podemos dar-nos por felizes enquanto os nossos gestores forem enfermeiros, porque se no futuro o deixarem de ser será francamente pior, pois há muito que outros grupos profissionais o desejam. ABRAM A PESTANA

 
Para refletir e não só,...
do
Código Deontológico

Artigo 88.º
Da excelência do exercício

O enfermeiro procura, em todo o acto profissional, a excelência do exercício, assumindo o dever de:
...
d) Assegurar, por todos os meios ao seu alcance, as condições de trabalho que permitam exercer a profissão com dignidade e autonomia, comunicando, através das vias competentes, as deficiências que prejudiquem a qualidade de cuidados;
.....
f) Abster-se de exercer funções sob influência de substâncias susceptíveis de produzir perturbação das faculdades físicas ou mentais.

 
Repositora não te safas com mais graxa ao querido líder, também vais de galheta! Triste sorte a dos Enfermeiros de terem "colegas" deste género. Andam em Enfermagem só para promoção pessoal e trabalhimnho e reconhecimento dos colegas, isso é que era bom!

 
" Anónimo disse...
Ao anónimo 10/04/2012 03:55:00 a.m.

Se o chora vê isto quem leva uma pancada, e forte, da Ordem és tu.

Depois do que escreves que moral tens para falar em ética, deveres e direitos?
Não conheces o codigo deontológico e devias!

Quem te avisa...

10/04/2012 05:03:00 p.m."

Olha este simpático a fazer Mobbing, sabes não metes medo e para tua informação conheço muito bem o código deontológico, a que os senhores enfermeiros diretores da linhagem chora e afins não devem, têm de cumprir!Percebes-te? Fica sabendo que o problema da ordem é que a maioria dos enfermeiros não exerce o seu dever,que é participar, porque meu caro talvez repositor da justiça a ORDEM SOMOS TODOS NÓS OS ENFERMEIROS,os choras como o este chora já devia de ter sido punido disciplinarmente e ter-lhe sido retirada a cédula sim, ficava no conselho de administração como o servidor de cafés a ganhar €400 talvez passa-se a respeitar os colegas.
 
Não se esqueçam ainda da coação que é feita aos enfermeiros novos, és contratado mas não te esqueças que tens de fazer a especialidade na escola pois a mulher é professora na escola. Belo clã este e belo exemplo.
Para não falar nas adjuntas que gerem os serviços como feudos e ai de quem tenha uma ideia diferente.
 
Caros colegas:
É de lamentar mas estas situações são cada vez mais frequentes. Os enfermeiros directores não são mais enfermeiros. Passam passam a ser gestores, bajuladores e lambe-botas.
O EnfºChora anda a fazer omeletes sem ovos, e por cada enfermeiro a menos que coloca no hospital ganha aos milhares em prémios de gestão.
Tenho também pena que so falem do serviço de urgencia, pois se forem às medicinas, unidade de cuidados intensivos, especialidades médicas e cirurgias, vao ver que nesses serviços existem muitos mais omeletes sem ovos.
E ao REPOSITOR DE JUSTICA: Esconda-se que ja sabemos quem A SENHORA é! Nao bajule mais que voce é um ultraje!
 
Já percebi que são 8 enfº por tuno nessa urgência mas, ninguém diz quantos doentes atende por dia em média.
Suponho que o nº de enfermeiros esteja adequado pois, tratando-se de uma urgência médica e cirùrgica num hospital que não deve ter mais que 250 atendimentos dia 8 por turno não está mal.
Pode sempre haver dias e horas em que são poucos mas isso são os imprevistos.
 
O anormal que anda aqui a lavar roupa suja e a dizer mal de tudo e de todos devia ter vergonha na cara... Não deve ser enfermeiro de certeza... É um incendiário que lhe saiu o diploma de qualquer curso que fez... se fez ... numa caixa da farinha amparo...
 
o que é que a Ordem tem a ver com a roupa suja que algumas mentes iluminadas (que até são conhecidas...) gostam de lavar na praça publica... tenham cuidado não vá uma tal cegonha começar a divulgar alguns nomes e factos que até são bem conhecidos dessas mentes que são as piores más linguas deste burgo....
 
Colegas de outros serviços do hospital de Évora, denunciem todas as vigarices chora e dos seus repositores de justiça=bajuladores. É inacreditável como estes têm a lata de virem apregoar que as pessoas deviam identificar-se, se estes crápulas durante este tempo todo a maltrataram os colegas, vêm com demagogias baratas.
 
Nojentos!!!
 
Colegas...deixem-se de ofensas!
Estão a contribuir para destruir ainda mais a imagem do hospital e da Enfermagem...
Acho que isto já está a passar a exceder todos os limites! Lembrem-se do código deontológico, da essência do que é ser Enfermeiro/a; existem formas legais de reclamar-mos os nossos direitos e expressar-mos as nossas opiniões, mas não certamente ESTA!...ai de nós se deixamos de ter um(a) Enfermeiro(a) Director(a) a gerirnos! Já estivemos mais longe...
 
Colega peço-lhe por favor que não publique o meu comentário anterior onde inadvertidamente me identifico com o meu e-mail. Por favor!

 
Para o colega que pediu para apagar um comentário: confira se apaguei o comentário certo pf.
 
Obrigada colega por não ter publicado o comentario.
 
".ai de nós se deixamos de ter um(a) Enfermeiro(a) Director(a) a gerirnos! Já estivemos mais longe.." disse o anónimo das.10/07/2012 03:23:00 p.m."
Pode explicar qual a diferença entre ser um enfermeiro/a diretor e pessoas como as descritas neste post de nome chora, que diferença faz ser enfermeiro se aos enfermeiros nada beneficia? Claro que estivemos mais longe e o devemos á classe de enfermeiros que nos dirigem, que só pensam no interesse próprio e salvar a própria pele, depois vêm ameaçar que já foi longe de mais e que há formas legais de reclamar os direitos, claro que há o olho da RUA dado por estes prepotentes, ou então o emprateleiramento.O risco de não serem enfermeiros diretores os nossos negreiros pelo menos fazia com que nos sentíssemos menos ultrajados por sermos maltratados pelos nossos pares , é que o sofrimento infligido é mais difícil de suportar quando vem de quem tem o dever de zelar por nós.
 
O Chora é um péssimo representante da classe dos enfermeiros!
 
Colega, nos turnos mais concorridos entram cerca de 300 doentes na urgencia, mas este numero tem vindo a reduzir muito. O problema não é esse. O problema é sair um colega para levar doentes em transporte e os outros ficam a segurar o barco.
Em conferencia com os colegas dos diferentes serviços, entre colegas que sairam, estao de baixa prolongada ou em licença sem vencimento faltam:
- Medicina I - 2 elementos
- Medicina II - 1 elemento
- Psiquiatria - 1 elemento
- Unidade dia Oncologia - 1 elemento
- Consulta externa - 2 elementos
- Saude ocupacional - ZERO
- Hemodiálise - ZERO
- Pediatria - 1 elemento
- Cardiologia - 2 elementos
- Cirurgia I - 2 elementos
- Cirurdia II - 1 elemento
- Obstetricia / Bloco partos - 1 elemento
- Bloco operatório - 1 elemento
- Ortopedia - 2 elementos
- Unidade de Cuidados Intensivos - 2 elementos
- Especialidades médicas - 1 elemento
- Serviço de urgência - 2 elementos

Estes números são vistos todos por baixo, sem pós mágicos, e já com o desconto da crise.

Agora digam-me lá...quanto é que o camarada não ganha em prémios!!!!!

 
Ele e as suas colaboradores é só extras.
As horas extraordinárias não lhes falham num único horário.
 
Cuidado que essA repositorA de justiça ainda vem para aqui fazer PLAGIO a algum comentário! (sim eu tenho conhecimento desse meu trabalho)
 
Sejam mais profissionais nos comentários. Podem descascar à vontade no senhor, mas atençao à linguagem e sejam profissionais
 
Colegas sendo este o blog na área da saúde c mais visualização alguém tem de denunciar.
É uma tristeza este chora e infringe vários pontos do código deontologico.
 
A ORDEM DOS ENFERMEIROS já atuou no caso CHORA, n-ao me digam que não tomou conhecimento??
 
não sejam injustos!!!
sempre que trabalho ao fim de semana nunca vejo os carros dos srs administradores lá estacionados!!!
devem estar de serviço em algum sitio....,
Não é chora?!!!
 
Então o colega não sabe?Os carrinhos estão em serviço á "comunidade"!
 
Então o colega não sabe?Os carrinhos estão em serviço á "comunidade"!
 
Colegas
Já consegui saber o a média de episódios dia desse SU. 230 atendimentos dia não justifica mais enfermeiros.
Podem sempre encontrar uma solução para colmatar a falta do colega que vai fazer transportes isso será justo e adequado. Falem com a Ordem que vos devia ajudar nisso (bem sei que não o fará).
Não conheço o Chora nem o hosp. de Evora mas, tenho a ideia de que alguém anda a querer ser nomeado Enf. director com a ajuda do DE claro, que para levar incompetentes ao poder está sempre disponivel.
 
Pelo que me deu a entender o problema não é o número de enfermeiros por turno que são 8 na maanhã, 8 na tarde e 7 na noite mas sim quando há evacuações durante a noite. Se durante a noite houver evacuações já só fiacam 6 enfermeiros mais grave ainda quando há 2 e já se verificou mais de uma vez haver 2 evacuações ficam 5 enfermeiros o que é uma vergonha.
Pelo que eu entendi os enfermeiros da urgência não querem que os colegas dos outros serviços levem os seus doentes mas sim que haja uma escala de prevenção como há na tarde para precaver estas situações.
Pois se há prevenções para todos os especialistas médicos do hospital e maior parte deles não vão lá que haja também para os enfermeiros mas isso não pode ser não é sr enfermeiro chora ia diminuir o seu pecúlio e das suas adjuntas.
 
"Pois se há prevenções para todos os especialistas médicos do hospital e maior parte deles não vão lá que haja também para os enfermeiros mas isso não pode ser não é sr enfermeiro chora ia diminuir o seu pecúlio e das suas adjuntas."
Depois como é que as queridas adjuntas têm dinheiro para o caldeireiro e manicure?????????
 
Tem de haver uma escala para colmatar a falta dos colegas que saem para transporte. Mas isso requer dinheiro...dinheiro esse que tem de ir para prémios do senhor Chora e suas colaboradoras.
Existem muitas situaçoes injustas na enfermagem mas muitas delas evoluem devido à inactividade dos enfermeiros, porque não querem e PIOR, porque não sabem!
Mete-me FASTIO os colegas da cirurgia I. Existem lá Éne situações e não fazem nada.
E mais...colegas da medicina II... FAAAASTIIIIOOOOOO. Têm medo é?? Ou estão à espera que a Cegonha Fedorenta exponha as situações para voçes andarem a rirem-se nas costas dos outros?
ACORDEEEEM!
 
Colega anónimo 10/11/2012 10:03:00 p.m.

Olhe que ele usa bem os euros a mais que ganha para ir ao cabeleireiro. É bem gira!
Pena ser tão podre como os outros mas isso...é ela sair do poleiro que fica logo boazinha
 
Ao Anónimo de 10/12/2012 às 02:26:00 pm:

"Existem muitas situaçoes injustas na enfermagem mas muitas delas evoluem devido à inactividade dos enfermeiros, porque não querem e PIOR, porque não sabem!
Mete-me FASTIO os colegas da cirurgia I. Existem lá Éne situações e não fazem nada.
E mais...colegas da medicina II... FAAAASTIIIIOOOOOO. Têm medo é?? Ou estão à espera que a Cegonha Fedorenta exponha as situações para voçes andarem a rirem-se nas costas dos outros?
ACORDEEEEM!"

Pode ser mais específico? Todos gostaríamos, certamente, de saber mais concretamente a que se refere...

Cumprimentos
 
Não há colegas da medicina II que venham aqui ao blog explicar?? Nem da cirurgia?? Parece-me impossível...
Se for eu a explicar certamente que me faltarao pormenores
 
Colega
que acontece quando um enfermeiro adoece e não pode comparecer ao turno da noite?
A equipa fica reduzida?
 
Aqui está a cegonha fedorenta versão enfermagem... Bem se fosse para dignificar os enfermeiros do HESE tudo bem... Mas para denegrir!! ... Porque não se calam?
 
Anónimo cala-te tu pois isto de andar calado tem que se lhe diga.
Ou estás-te a borrifar para os enfermeiros ou pertences aos que andam a mamar sem fazer nenhum.
Já é tempo de as pessoas perderem o medo e de falarem quando se sentem injustiçadas.
Estes topos de gama que a gente tem a dirigir nunca prestaram como enfermeiros andaram sempre a tentar apanhar poleiro e ainda queres que as pessoas se calem, cala-te tu e trabalha parasita lambe botas.
 
Javardola tiraste-me as palavras da boca...
NEM MAIS:
 
Queremos saber quais são as eNe coisas que acontecem na cirurgia 1. Ninguém sabe, mas todos querem saber, do que estão a falar. Vá lá. Digam pf.
 
Cirurgia I e Medicina II já agora.
Va la colegas eu tambem trabalho em medicina e tenho modelo de comparaçao
 
Colegas...
Pelo que parece tanto os colegas da Medicina 2 como os da Cirurgia 1não sabem ao que estes colegas anónimos se referem...certamente nos serviços deles discutem democraticamente os assuntos internos do serviço com a chefia. Parece que é isso que falta na urgência...é essa a ideia que fica no ar ao lermos os comentários tão ofensivos vindos desse serviço!
Deixem-se disso porque estas lavagens de roupa suja não levam a lado nenhum e mancham a Enfermagem, o Hospital e os serviços envolvidos...fica uma péssima imagem dos Enfermeiros para os utentes e famílias...e as restantes classes só se ficam a rir de Nós Enfermeiros! É altura de nos UNIRMOS e lutarmos pelos nossos direitos, respeitando a diferença política e até as opções da gestão mesmo que não concordemos com algumas delas...caso contrário continuaremos a não passar de meros frustrados e desiludios com tudo e com todos fugindo da essência central da nossa profissão CUIDAR!
 
Tomara muitos serviços deste hospital terem o espírito de equipa que existe na Urgência. Por isso não tentem denegrir a nossa imagem porque não o conseguem.
As situações que foram aqui expostas são faladas abertamente entre a equipa e com o chefe.
 
Já viram nos placares as novas formações que por ai vão haver!!!
Não se iludam colegas mais novos,não passam de alguns especialistas a quererem ganhar algum ás vossas custas, já que investiram milhares em formação e tá dificil de verem o retorno. Estas Formações valem ZERO, repito ZERO.
 
Ja ouvi que um colega esta a preparar um comentario bombastico!
Preparem-se e não deixem este topico morrer
 
Sou Enfermeira há 19 anos e natural do distrito de Évora.
Exerci funções durante muitos anos no HESE e desde há cerca de 12 anos que estou em Coimbra. Ao longo da minha carreira já tive a experiência da prestação de cuidados, da gestão e até da docência…nenhuma delas fácil, com muitos desafios mas também alguns dissabores, o que contribuiu para aquilo que hoje sou.
Desde há algum tempo por insistência de amigos e colegas tenho vindo a dedicar algum do meu pouco tempo livre a este blog e, como Enfermeira, de raízes alentejanas, tendo vindo a colocar algumas questões a mim mesma?
• O que se passa com a Enfermagem?
• O que se passa com os Enfermeiros do Hospital de Évora?
• O que se passa com a Enfermagem ministrada na ESESJD em Évora?
Quando, cada vez mais, ouço falar mal de Évora, da Enfermagem de Évora, dos alunos da ESESJD de Évora…obviamente não gosto…tenho aí as minhas raízes e muitíssimas saudades. No entanto, não posso deixar de estar estupefacta com os comentários que ultimamente tenho lido vindos daí, quer no DE, quer numa tal de Cegonha…
Colegas parem com isso. Esta situação está a passar uma péssima imagem daquilo que a nossa profissão deverá representar e, a comprometer o que queremos para a Enfermagem no futuro, sobretudo aí no vosso hospital.
Lembrem-se que até à muito pouco tempo Évora era uma referência nacional, quer em termos dos cuidados prestados no próprio hospital quer em termos de formação ministrada nos serviços e na ESESJD. Isto tem-se vindo a perder cada vez mais…
É, de facto com muita tristeza, quer pessoal quer profissional, que me tenho deparado com acusações feitas pelos próprios colegas uns aos outros, niveladas de tão pouca cultura, profissionalismo e até educação.
Se existem colegas na Direcção de Enfermagem e nas chefias dos serviços, há que respeitá-los e ajudá-los a geri-los melhor, por meio de uma reflexão conjunta, democrática e educada. Se há colegas especialistas a ministrar formação, quer na escola quer na privada, é porque alguém lhes encontrou as competências necessárias e os convidou, só lá vai quem quer!
Não querendo dar lições de moral peço-vos que parem de passar sentimentos de frustração aos olhos dos restantes colegas doutros locais, das outras classes profissionais e utentes…se ainda têm objectivos profissionais esforcem-se por alcançá-los sem pisar os vossos pares. Agora como nunca, a Enfermagem tem de estar unida sob pena das nossas funções serem açambarcadas por outros que há tanto o desejam!
Cumprimentos.
Maria

 
Olhe Maria não tente confundir com o seu poder de presuação, os colegas não devem de parar de falar sobre o que os incomoda. A gestão do enfermeiro Chora é que é desrespeitoso , portante se alguém tem de mudar é ele e ouvir os seus enfermeiros coisa que pelos vistos não faz.A gestão deve de ser respeitada se for bem feita e a cúpula souber ouvir as bases, não tente silenciar as bases porque se estamos a ser ultrapassados nas nossas funções o devemos aos enfermeiros da gestão pois são estes que cortam indiscriminadamente nos enfermeiros para passarem por bons gestores. Não venha com a chantagem dos cuidados, porque o especialista dos cuidados é quem os pratica e mais respeitinho pelo enfermeiro de cuidados gerais que nestes últimos tempos tem sido coisa que não se tem verificado.
 
Cara Maria "do Céu" de Coimbra.
Eu sei quem és.
O hospital, escola de enfermagem e afins são uma sombra do que eram na tua altura.
Desde que o dr manel lopes tomou as rédeas da escola de enfermagem a mesma mais parece um aviário. A qualidade do dos cursos caíu vertiginosamente. Quanto ao chora é leres os comentários dos colegas. UMA LÁSTIMA. Se cá viesses fugias a sete pés. Beijo p ti.
 
Quem lê o que por aqui se vai escrevendo depreende que alguem no HESE anda a querer chegar a Enfermeiro Diretor...está a aproximar-se o final do mandato! QUE VERGONHA...
 
É natural que as pessoas queiram esse bendito lugar pois deve dar tusa ter a conta cheia de euros e poderes descarregar a tua ira nos enfermeiros que não te agradam.
Anónimo estás enganado eu como enfermeiro desse hospital quero é ser respeitado e ouvido nada mais me move.
Mas é bom que o enfermeiro director mude pois já estamos fartos desta merda, infelizmente isto é tudo politica e vai ser tudo igual.
Mudam as moscas mas a merda é a mesma querem é todos poleiro.
Isto só há uma maneira de mudar e é radical, fechar as escolas dos chouriços e aí a OE também tem que se envolver e GREVE SEM CUIDADOS MINIMOS temos pena de andar sempre a pensar nos outors e nós que pensa em nós?
Já percebemos que o SEP não e esta OE está a perder timing temos de actuar rapidamente senão vamos continuar na mesma durante muito tempo.
 
RADICALISMO JÁ!!!....
 
"Quem lê o que por aqui se vai escrevendo depreende que alguem no HESE anda a querer chegar a Enfermeiro Diretor...está a aproximar-se o final do mandato! QUE VERGONHA...

10/19/2012 12:28:00 p.m."
Sabes os enfermeiros do dito hospital são burros só tu é que és esperto.Chora para fora já sim senhor, mas porque não tem qualquer respeito pelos enfermeiros, entendestes lambe botas?
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Brother Toner Deal
Visitas ao blog Doutor Enfermeiro


tracker visitantes online


.
Mais informações, aqui (programa, poster e ficha de inscrição). 

.
Ler aqui.